Penúltimo episódio da série exibido no domingo (12) mostra o confronto entre as rainhas, Targaryen e Lannister.

Após o quarto episódio ter mostrado claros indícios sobre descontrole de Daenerys, em “The Bells” (Os Sinos), a rainha Targaryen abusa de seu poder na tentativa de tomar o Trono de Ferro. Há muita urgência no roteiro de David Benioff e D.B. Weiss, tudo se torna rápido, sem grandes linhas de diálogos, mantendo o ritmo da batalha no melhor estilo Game of Thrones em escalas maiores em meio a fogo e sangue.

Nos minutos iniciais, Varys faz um pedido a Jon Snow para que tome o Trono de Ferro. Após o mesmo recusar a proposta, Daenerys acaba por reconhecer o fato através de Tyrion e termina por sentenciá-lo à morte. Uma das primeiras decisões do roteiro durante o episódio para mostrar o lado tirano da rainha, seguindo de seu plano de ataque sobre Porto Real. Apesar da desaprovação às atitudes da personagem, Emília Clarke apresenta um excelente trabalho de atuação mostrando sua revolta pelas recentes perdas de Missandei e o dragão Rhaegal no episódio anterior.

Dado o início da batalha, a série denota o seu potencial enquanto produção. Bem diferente da guerra contra os Withe Walkers, a fotografia realizada durante o dia, representa bem o ambiente de terror, sangue e cinzas. Daenerys desconta todo a sua ira acima de Drogon sobre Porto Real, resultando em inúmeras mortes dentre inocentes e personagens significativos da trama.

Mesmo que em aspectos técnicos “The Bells” tenha mostrado o potencial de Game of Thrones na produção de grandes batalhas, o episódio que deveria ter se tornado o aguardado triunfo de Daenerys falha em trazer uma proposta não condizente à personagem. A construção de uma jornada ao longo de sete temporadas, como uma figura empoderada e denominada quebradora de correntes, se perde em meio ao caos que o episódio apresenta, uma rainha que passa por cima de tudo e todos pelo trono.

O destino dos demais personagens, como Cersei e Jaime, encerra o episódio de maneira decepcionante com cenas que excedem o drama. A despedida de ambos é insossa, e apesar da excelente atuação de Nikolaj Coster e Lena Headey, o final não faz jus a história dos irmãos ao longo do seriado.

Por último, as decisões de roteiro demonstram certa urgência para trazer um desfecho a trama da série, apesar do caminho desfavorável á última temporada, esperamos um resultado positivo a altura de Game of Thrones. Confira o trailer do episódio final!

POSTS RELACIONADOS

© 2019 Anitubey - Cinema TV | Todos os direitos reservados |

[email protected]